E-mail

redacao@oxequaleaboa.com

WhatsApp

71 9-9287-3516

Adenilton 01
Adenilton 02
Adenilton
Crise

Como impulsionar vendas usando o marketing digital

Diante da crise, comerciantes podem apostar em técnicas de SEO, mapear potenciais clientes e criar calendários de conteúdo.

10/06/2020 18h22
Por: Redação Oxe Qual é a Boa
Fonte: Criativos
Divulgação
Divulgação

Em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), as vitrines ao redor do mundo migraram do presencial para o online. Com as estantes virtuais repletas de produtos, promoções e frete grátis, o volume de compras na internet aumentou cerca de 60% entre os clientes que já praticam esse hábito, segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Ainda segundo a SBVC, cerca de 70% dos entrevistados pretendem seguir com as compras na internet após a pandemia. Para conquistar ainda mais o público, ações de marketing digital surgem como estratégia adotada por cerca de 80% das empresas brasileiras, conforme último levantamento da consultoria McKinsey.

Segundo Júlia Ferraz, consultora de marketing da Agência Intermídias, o ‘marketing digital’ é um conjunto de ações de comunicação, inseridos no ambiente digital, com a finalidade de divulgar marcas, comercializar produtos ou serviços, gerar demanda de clientes e se relacionar com eles de forma estratégica.

“O marketing digital se difere do marketing tradicional, em primeiro lugar por ocorrer através da internet, e principalmente pelo uso da inteligência de mercado, ou seja, usar tecnologia e análise de dados para trazer resultados mensuráveis a um negócio. Dentro do marketing digital, temos: inbound marketing, marketing de conteúdo (site, blog, redes sociais), e-mail marketing, SEO, SEM, gestão de leads, automação de marketing, otimização da conversão e outras categorias, todas voltadas para impulsionar negócios”, explica.

Explicando como usar o marketing digital para impulsionar os negócios, Júlia dá dicas como: criar calendários de conteúdo; não comprar lista de e-mails; colocar botões clicáveis em websites e formulários de contato; usar técnicas de Search Engine Optimization (SEO) para subir na página de pesquisa da Google; utilizar palavras-chave nos textos e trabalhar o marketing de conteúdo nas redes sociais.

“Todo site precisa ter botões clicáveis (telefone, WhatsApp, e-mail) e formulários de contato, que possibilitem o usuário falar ou comprar diretamente com a empresa. É importante que esses pontos de conversão, como chamamos, sejam configurados com códigos que possibilitem acompanhar toda a jornada desse usuário, desde como ele chegou ali, se ele foi atendido, se abandonou a compra no carrinho, se não pagou o boleto, ou se fez a compra com sucesso”, orienta.

Júlia afirma que entendendo o percurso dos usuários, o vendedor consegue personalizar os conteúdos e voltá-los aos públicos-alvo. Caso não saiba como planejar os conteúdos, a profissional sugere pensar nas “dores” que o produto ou serviço resolve. Após ter em mente o que quer divulgar, basta contribuir com a divulgação, anexando apenas informações relevantes ao serviço ou bem ofertado.

“Após já ter implantado os botões clicáveis, usar as técnicas de SEO, palavras-chave no texto, chamar atenção dos consumidores nas redes sociais e entender melhor seu público-alvo, crie agora um calendário de conteúdo. Nele, englobe não somente publicações em redes sociais, mas também no blog ou site da empresa, disparos de e-mail marketing e WhatsApp para a sua base de contatos, mas não compre listas de e-mails, pois isso pode prejudicar a sua reputação online”, elucida.

Para Júlia, a presença digital é indispensável, e pode ser vista como um fator de sobrevivência para os negócios. Segundo a consultora, todos os negócios precisam ter um site atualizado e redes sociais com atendimento disponível em horário comercial, sobretudo em tempos de distanciamento social.

“Se um negócio ainda não realiza ações na internet, ou não dedica uma pessoa ou empresa para ficar responsável por elas, o comerciante está perdendo clientes para a concorrência. Entretanto, se o negócio já possui presença online e quer melhorar a sua geração de demanda ou impulsionar vendas, ele pode procurar por consultorias online para receber um diagnóstico da sua atuação digital e quais os passos para melhorá-la, de maneira mais rápida e muitas vezes com um excelente custo-benefício”, conclui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.